25
Dom., Out.
5 Artigos Novos

Hortofloricultura

As empresas produtoras de frutas, legumes e flores, associadas da Portugal Fresh, estão a adotar todas as medidas necessárias para assegurar o abastecimento de produtos frescos aos portugueses, para que não faltem os bens essenciais no período de isolamento social e emergência nacional. Porém, e apesar das medidas de apoio às empresas já anunciadas, a associação entende que é necessário ir mais além.

A associação relembra que é fundamental assegurar vias rápidas para o transporte de mercadorias, garantindo que os produtos chegam ao destino. Sendo um sector que já enfrenta dificuldades no escoamento da produção nos mercados interno e externo, e apesar de reconhecer a importância das medidas já anunciadas pelo governo, a Portugal Fresh refere que são necessárias medidas adicionais, tendo já manifestado as mesmas junto ao Ministério da Agricultura.

A associação pretende que seja eliminada a Taxa Social Única pelo período de seis meses, que exista o cancelamento do pagamento especial por conta e que se estabeleça um apoio excecional à retirada de mercado de plantas e flores.

“A Portugal Fresh deixa um reconhecimento público a todos os produtores que, num contexto difícil, se empenham em servir diariamente a população. A Portugal Fresh apela ainda ao consumo responsável, para que o acesso seja igualitário e tranquilo”, referem em comunicado.

Os produtores implementaram planos de contingência, de acordo com as normas da Organização Mundial de Saúde e da Direção Geral de Saúde, para garantir a segurança alimentar assim como para proteger os seus trabalhadores.

O setor das frutas legumes e flores, em 2019, ultrapassou os três mil milhões de euros de volume de negócios e exportou 1,605 milhões de euros.