03
Qua., Mar.
5 Artigos Novos

© Freepik / Wirestock

Eventos

O Conselho Nacional da Caça e da Conservação da Fauna decidiu que os representantes dos vários setores deverão entregar propostas de alteração da Lei da Caça, no prazo de três semanas.

Posteriormente, o Conselho voltará a reunir, no prazo de dois meses, com o Ministério do Ambiente e da Ação Climática para debater as mesmas.

Na reunião que ocorreu no final da semana passada, o Governo defendeu a necessidade de realização de censos regulares das espécies selvagens, da comunicação prévia das montarias, da regulamentação ou proibição dos cercões e da obrigatoriedade de todas as zonas de caça disporem de um responsável técnico que responda pela gestão. O Ministério do Ambiente e da Ação Climática fez saber ainda que as práticas anacrónicas de caça devem ser suprimidas até haver um novo quadro regulatório.