08
Sáb., maio
3 Artigos Novos

Gestão Florestal

O ICNF, Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, está a realizar a “Operação Xylella” para destruir plantas infetadas pela bactéria ou hospedeiras da subespécie X. fastidiosa multiplex. A operação vai decorrer primeiro em Vila Nova de Gaia, estendendo-se, numa segunda fase à restante Zona Demarcada, em sete concelhos onde foram já monitorizadas 84 Zonas Infetadas (ZI).

“Estas medidas de proteção fitossanitária são urgentes e fundamentais, como medida de erradicação e controle da propagação deste organismo altamente prejudicial, para um elevado número de espécies vegetais, sendo que, a sua aplicação irá prevenir danos que poderão causar prejuízos de difícil reparação e graves implicações nos planos económico e ambiental, colocando em causa a salvaguarda de interesses públicos essenciais”, revela o ICNF.

A intervenção consiste na destruição de todas as espécies florestais infetadas e potencialmente infetadas, independentemente da sua vitalidade ou condição fitossanitária, que se encontrem localizadas nas num raio de 50 metros das zonas infetadas. As ações serão operacionalizadas por equipas do Corpo Nacional de Agentes Florestais (CNAF) e Vigilantes da Natureza.