25
Dom., Out.
5 Artigos Novos

Gestão Florestal

Foi assinado um protocolo entre o Fundo Ambiental, a Câmara Municipal de Esposende e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas para a adesão do Parque Natural do Litoral Norte ao modelo de cogestão das áreas protegidas.

O Governo vai aprovar, até final do ano, um investimento de 900 mil euros no Parque para melhorar os circuitos de visita, valorizar os recursos ambientais protegidos e limpeza. Existirá uma verba de 100 mil euros para apoio técnico e operacional e para atividades prioritárias, por um período de 36 meses. 

A cogestão será feita através de uma comissão composta pelo município de Esposende, pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, representantes de instituições de ensino superior, associações de defesa do ambiente e outros atores de relevância local.

O Parque Natural do Litoral Norte é a terceira área protegida de âmbito nacional, de um total de 32, e a primeira da região Norte, a aderir ao modelo de cogestão, consolidando-se a estratégia de valorização do território e da Rede Nacional de Áreas Protegidas.

Até ao final de 2020, os investimentos programados para as áreas protegidas ascendem a 27 milhões de euros.